domingo, junho 11, 2006

Consultório de psicologia - parte 1


Abro aqui um espaço sem precedentes no blog ( e no futuro mais nenhum precedente será aberto), onde dedicarei 3 posts à pseudo-psicologia.
Segundo o psicanalista Jacques Arènes possuímos as " nossas estratégias de sabotagem" e aos "mecanismos assassinos".

Hoje dedico o post ao primeiro mecanismo assassino : ruminaçao constante. É o sentimento daquelas pessoas que passam a vida a ruminar as suas mágoas e acreditam viver do outro lado da vida. Têm menos oportunidades que os outros, e são menos amados. Desperdiçar a nossa energia com esta ruminação é um desperdício fatal e muitas vezes inútil. A solução é existir uma percepção maior sobre a liberdade que temos de ter para lidar com a falta de amor ou com a adversidade.

Vá, vamos ser um pouco mais felizes.

5 comentários:

Cyclone disse...

Por acaso conheço pessoas assim que ruminam e ruminam sobre a sua vida e nao andam para a frente. São depressivas. A solução é manter distância e esperar que consigam acordar para a vida...

Calvihn disse...

"Escolher a dúvida como filosofia de vida é como escolher a imobilidade como meio de transporte."

Pi Patel, in "A vida de Pi", de Yann Martel

j.w. spi disse...

calvihn.. ke comment fantastico!

Anónimo disse...

Eu rumino.
Às vezes é reflexão, outras vezes é SM.

A legitimidade dos meios depende do fim.

Se ruminar, fazendo-me mal, me traga o bem no futuro... é bem melhor que apenas beijar a vida.

Uma pessoa pensada é uma pessoa que ama menos. Que não sabe o quanto é amada... mas que tem a certeza de que a vida vale a pena ser pensada e ruminada... Pessimismo... mas com uma paixão louca pela vida. Possível? Sei-o que sim.

Kit_Kat disse...

O que é SM anónimo?