sábado, novembro 08, 2008

incompetências diárias

Num dia destes, no fim de uma reunião m*rdosa de trabalho, apanhamos boleia de um daqueles senhores que se julga importante, com uma carreira invejável e que trata apenas pelo apelido os grandes senhores importantes das empresas, para dizer-nos subtilmente que faz parte de uma certa e determinada elite.
No meio de todo um discurso absolutamente egocêntrico, desinteressante e aborrecido fixei um pensamento: " todos os dias, ao trabalharmos, deparamo-nos com as nossas incompetências. E há momentos em que não as conseguimos ultrapassar".
Nada mais verdade. Todos os dias, no trabalho ou na nossa vida é damos de frente com os limites que temos, com aquilo que não conseguimos fazer.
Há dias em que os ultrapassamos, e sentimos as pequenas vitórias pessoais, com um sorriso timido. Há tambem aquelas incompetências que nos obrigam a encarar de frente a forma como somos moldados, e nem sempre gostamos daquilo que descobrimos.

Custa-me encarar de frente as incompetências que tenho, mas não tenho medo delas.
A imaginação permite sonhar com as soluções para as ultrapassarmos.

1 comentário:

Henry Michkin disse...

sim sim sim...