terça-feira, novembro 25, 2008

já não há estrelas de rock, como havia antigamente

já não há estrelas de rock.
Sexo, drogas e rock n´roll.Isso existe, hoje em dia?
Eu perdi o encanto das estrelas de rock, porque as supostas estrelas de rock de hoje em dia são uns betinhos de primeira escala. Não os sentimos a cantar com garra, com aquele sentimento de desprendimento a tudo e todos, focados naquele seu ideal, naquela música que lhe sai dos pulmões e sobretudo da alma. Os cabelos já não são compridos, despenteados ou simplesmente já não andam a dançar.
As estrelas de rock agora preocupam-se com a pose, com as calças no sítio, as boxers CK a ver-se, prontos para ficarem com a mais bonita pose para o fotógrafo. Inspiram-se na ultra tight da Victoria Beckham.
Pintam as unhas e têm voz de menina, assim meio esganiçada.
A autenticidade já não é a mesma. É tudo muito mais combinado, acertado, prontinho para bater certo, para que nada falhe ou escape. Temos que vender muitos albúns, fazer umas capas bonitas e aparecer sempre sorridentes.
As estrelas de rock de hoje em dia são limpinhas e estudam o manual de " como ser uma estrela" antes de o realmente serem.

Não, o ideal de estrela de rock não é um gajo sujo e porco. É simplesmente mais espontâneo do que aqueles que vemos todos os dias.

Tamos fartos de meninos!

6 comentários:

andré disse...

Eu como fã do Rock, tenho que concordar com este texto...onde ja vão os tempos das grandes bandas e dos grandes vocalistas que davam a alma a cantar e a transmitirem os seus ideais...e de facto a verdade é que mts deles ja ca não estão a dar a sua musica porque nao eram certinhos como os de agora ahah...mt bom texto

Kit-Kat disse...

É verdade André, a questão da durabilidade das estrelas do rock levam-nos a outros tópicos....mas que ficam para outro post :)

Piero disse...

Estavas a pensar no gajo(a) dos tokio hotel quando escreveste isto certo?

Mas sim, acho que tens razão e como escrevi ha uns tempos, parece que agora o lema é mais Beijinhos, Ganza e Rock...

Será?

Kit-Kat disse...

também pensei nele, mas não exclusivamente. acho que esse lema que criaste é justo. Beijinhos, ganza e pseudo-rock.

SG disse...

Sim. Fazem falta os bad-boys. Escasseiam... e não podem porque eles eram a matéria-prima.

Um apelo à malta do rock perdido no tempo. Voltem com as cabeleiras e permanentes, é assim que gostamos de vocês!

MLamy disse...

Concordo em tudo! Apesar de todos os subgéneros que possam existir, "let's rock" irá sempre traduzir-se numa atitude descomprometida, natural e solta! Que exterioriza a forma como a música nos conduz!
Mais do que a fatiota adequada, o rock deve ser uma "desbunda" pessoal, capaz de contagiar os outros com a mesma energia...