quarta-feira, novembro 11, 2009

pianisticamente falando ( continuum)

E assim, de mansinho, pego nos acordes que começo a aprender e a decorar. A mão esquerda, ainda timidamente, faz os acordes sobre as teclas do piano. Depois de um curto treino, dói, porque ainda está tensa. A mão direita, faz a harmonia, numa improvisação absolutamente básica, mas que soa bem. A mão direita já nunca está tensa, e já desliza pelas teclas sem que me concentre nela.

Uma qualquer improvisação no piano soa bem. Sempre. Mesmo para quem está a dar os primeiros passos.
Quase que dá vontade de pegar numa pauta vazia, e compor uma pequena melodia. Com os acordes já sabidos, já se pode construir algo. Com clave de sol, com clave de fá.

Acordes em estado fundamental. Foi a última coisa que aprendi.

2 comentários:

MLamy disse...

Não acredito: estás a aprender piano?? Não me disseste nada! Fazes muito bem! É algo que te vai perseguir toda a vida, porque no fundo é o piano que acaba por te tocar(ok esta foi profunda ;). É uma das minhas grandes paixões! Mas esta partilha-se. lol

MLamy disse...

ok, devo dizer que me distrai na leitura e o "não em disseste nada", era para uma outra autora de um outro blog ;P No entanto, o mesmo se aplica a ti Cátia...muitos parabéns pela escolha!