quinta-feira, fevereiro 19, 2009

ó mãe.

Mãezinha, ó mãe, ó mãeeeeeeeee. a culpa é tua!
Tu é que me fizeste assim. A culpa também é do pai, que um bébé não se faz sozinho.
Mas tu deves ter andado aos saltos e cambalhotas enquanto estavas grávida.

Porque é que e choro e rio no mesmo dia? Tu quiseste saber porque chorava, mas eu não te quis contar, porque não era importante. Tu não aceitaste, mas quase que advinhaste porque é que eu tinha olhos de choro.
Ó mãeeeee mas tu é que me fizeste assim, tontinha de todo. Quanto mais dificil de alcançar, mais vontade a mim me dá de batalhar. Tu ensinaste-me a lutar, e a ter força. Dás-me muitas lições, mas esta é a que mais gosto, e a que gosto de rabiscar no meu caderninho todos os dias.

Mãe, para tu veres como eu so grande e forte ,eu sou maluca num mundo cheio de gente que anda a dar forte e feio nas drogas duras. Anda tudo maluco. Mãezinha, mas eu sou mais maluca que eles, e é por isso que estou com eles.

2 comentários:

tavares disse...

ainda nao percebi o que pretendes ao escrever tanta superficialidade disfarcada de irreverencia.

Kit-Kat disse...

nada que eu realmente pretenda que tu percebas ó " tavares".